Postagens populares

domingo, novembro 28, 2004

O Sapo Apaixonado

Certo dia um sapo acorda se sentindo muito estranho. Sentia uns calafrios, outra hora umas ondas de calor e já não sabia se estava alegre ou triste. Passava as noites perambulando. Dentro do seu peito tinha alguma coisa que fazia tum-tum de forma descompassada, feito uma bateria de escola de samba sem ensaio. Sabendo que o Seu Coelho era um animal muitíssimo letrado, resolveu consultá-lo para ver se descobria qual era o seu mal.
- Seu Coelho, não sei o que está havendo comigo... 
- Ah, Seu Sapo, o que faz tum-tum no seu peito é o seu coração, o meu também faz e não estou doente!
- Mas, Seu Coelho, às vezes ele bate mais depressa que o normal... Ele faz assim: um-dois, um-dois...
- Ahá!!!!! Você está apaixonado!!!!!!
- APAIXONADO ??????????????? – espantou-se o sapo. Uau! Estou apaixonado!!!!!!!
O sapo saiu da casa do Seu Coelho todo animado, até que pensou: - Ué, mas por quem será que estou apaixonado??? Pela Sapa não é! Pela perereca não é! Pela macaca, girafa, lagarta? Também não! Ah, já sei!! Estou apaixonado pela Dona Pata!! Ela é tão linda e tão simpática!! Mas será que ela vai gostar de mim?? Eu sou todo verde e ela tão branquinha... branca...
Pensando em agradar sua amada, o sapo foi até sua casa e desenhou um lindo coração para dar à Dona Pata. Pegou também um buquê de flores do campo para entregar junto com o desenho, mas faltou coragem. Seu coração batia forte: tum-tum, tum-tum, tum-tum. Então ele foi até a casa dela, durante a noite, mas a falta de coragem não deixou ele entregar pessoalmente. Então, esperou que ela se deitasse, que a luz se apagasse, que a noite chegasse e deixou o buquê na soleira, e o coração ele colocou por debaixo da porta . A noite passou, a pata acordou e quando viu o desenho na manhã seguinte, ficou toda encantada:- Meu Deus, que coisa mais linda!!!!! E olhe aqui na soleira, um buquê de flores!!!! Quem será que está me mandando estes presentes????
De tanto pensar na Dona Pata, o sapo apaixonado já não comia, já não dormia, caiu de cama !!!!! Os animais todos da floresta estavam preocupados com ele, e Seu Coelho convidou a Dona Pata para visitá-lo.
Chegando lá, ela foi logo cuidando do Seu Sapo, levou um prato de sopa, um suco de laranja, ajeitou o travesseiro dele dizendo:
- O que está havendo Seu Sapo?? Estou muito preocupada, pois gosto muito de você e...
O sapo não deixou a Pata terminar. Encheu-se de coragem e foi falando:
- Pata querida, eu também gosto muito de você, aliás, estou apaixonado, e é por isso que estou doente.
Deste dia em diante, o Sapo e a Pata começaram a namorar, e até hoje o coração dos dois está fazendo tum-tum, só que agora juntinhos. E do casamento do Sapo com a Pata, nasceram os Sapatos e as Sapatas
!!! 

Livre adaptação do livro "O sapo apaixonado" de Max Velthuijs - Recontado por James Silva

4 comentários:

Andréa Muroni disse...

Contei esta história pro Marcelo, mas não tenho nem a metade do seu charme. (DOGRA!!!)

Nicoli disse...

Gostei da história e tambem essa história tem um pouco ave comigo!!!
Vem no meu blog o site é:
http://nicolirocha.blogspot.com

Anônimo disse...

Linda história!! Um dia fiz como o sapo... fui feliz enquantou durou...

Sueli Queiroz disse...

Amei! Temos que ter a "Coragem", em nossa vida para certa atitudes.....